Que calor é esse? O que está acontecendo com o nosso planeta? O que são Gases de Efeito Estufa?

Que calor é esse? O que está acontecendo com o nosso planeta?

A era de provações e aprendizados que estamos vivendoWorld In Fire Stock Photo, mostra  que a  forma de vida escolhida por nós, seres humanos,  não é a ideal.  O nosso consumismo, egoísmo, falta de ética e responsabilidade para com o planeta e todos os seres vivos que nele habitam, geram uma incerteza e insegurança com consequências. Algumas já estão acontecendo:- escassez de Água, mudanças climáticas, extinção de animais, etc…, outras são bem previsíveis….. “cientistas, funcionários governamentais e um número crescente de cidadãos temem que os piores efeitos do aquecimento global – condições meteorológicas extremas, aumento do nível do mar, a extinção de plantas e animais, a acidificação dos oceanos, grandes mudanças no clima e na convulsão social sem precedentes – seja inevitável”

Já há algum tempo eu procurava uma explicação para entender melhor os Gases de Efeito Estufa. Encontrei  no LiveScience Redator -27/06/2013,  uma muito boa, que e publico aqui, já traduzida.

O que são Gases de Efeito Estufa?

por Marc Lallanilla , LiveScience Redator | 27 de junho de 2013 16:47 ET

Por trás da luta para enfrentar o aquecimento global e as mudanças climáticas está o aumento de gases de efeito estufa na nossa atmosfera.

Um gás com efeito de estufa é qualquer composto gasoso na atmosfera, que é capaz de absorver a radiação infravermelha, prendendo, assim, e mantendo o calor na atmosfera.

Ao aumentar o calor na atmosfera, gases de efeito estufa são responsáveis ​​pelo efeito estufa, o que acaba por conduzir aaquecimento global .

A radiação solar eo efeito estufa

O sol bombardeia a Terra com enormes quantidades de radiação, que atingem a atmosfera da Terra na forma de luz visível, além de ultravioleta (UV), infravermelho (IR) e outros tipos de radiação que são invisíveis ao olho humano.

Cerca de 30 por cento da radiação atingindo a Terra é refletida de volta ao espaço por nuvens, gelo e outras superfícies reflectoras. Os 70 por cento restantes é absorvida pelos oceanos, a terra e a atmosfera, segundo a NASA.

Como eles absorvem a radiação e aquecem, o calor dos oceanos, a terra e a atmosfera dá liberação na forma de radiação térmica IR, que passa da atmosfera para o espaço. O equilíbrio entre a radiação de entrada e saída que mantém a temperatura média global da Terra em cerca de 59 F (15 C).

Esta troca de radiação de entrada e saída que se aquece a Terra é muitas vezes referido como o “ efeito de estufa ”, porque uma estufa funciona quase da mesma maneira.

Radiação UV recebida facilmente passa através das paredes de vidro de uma estufa e são absorvidos pelas plantas e superfícies duras no interior. Radiação IR mais fraco, no entanto, tem dificuldade de passar através das paredes de vidro e é preso dentro, aquecendo o efeito estufa.

Como gases de efeito estufa impacto do aquecimento global

Os gases na atmosfera que absorvem a radiação são conhecidos como “gases de efeito estufa” (por vezes abreviado como GHG), porque eles são em grande parte responsáveis ​​pelo efeito estufa. O efeito estufa, por sua vez, é uma das principais causas do aquecimento global .

Os gases de efeito estufa mais importantes são o vapor de água (H 2 O), dióxido de carbono (CO 2 ), metano (CH 4 ) e óxido nitroso (N 2 O), de acordo com a Agência de Proteção Ambiental (EPA).

Gases fluorados, incluindo hidrofluorcarbonos, perfluorcarbonos e hexafluoreto de enxofre, são criados durante os processos industriais e também são considerados gases de efeito estufa. Embora eles estão presentes em concentrações muito pequenas, elas prendem o calor de forma muito eficaz, tornando-os “-Potencial de Aquecimento Global (PAG)” gases de altura.

Os clorofluorcarbonos (CFCs), uma vez utilizados como refrigerantes e propelentes de aerossóis, até que foram eliminados por acordo internacional, também são gases de efeito estufa.

Três fatores afetam o grau em que qualquer gás de efeito estufa vai influenciar o aquecimento global:

  • sua abundância na atmosfera
  • quanto tempo ele permanece na atmosfera
  • seu potencial de aquecimento global

O dióxido de carbono tem um impacto significativo sobre o aquecimento global, em parte por causa de sua abundância na atmosfera: Em 2011, CO 2 composto de 84 por cento das emissões de gases com efeito de norte-americanos, de acordo com a EPA. Além disso, CO 2 permanece na atmosfera durante milhares de anos.

No entanto, o metano é cerca de 21 vezes mais eficientes na absorção de radiação do que o CO 2 , dando-lhe uma alta classificação GWP, mesmo que ele fica na atmosfera apenas cerca de 10 anos.

Fontes de gases de efeito estufa

Alguns gases de efeito estufa, como o metano, são produzidos por meio de práticas agrícolas, incluindo a gestão de estrume animal.Outros, como o CO 2 , em grande parte resultam de processos naturais, como respiração e da queima de combustíveis fósseis como carvão, petróleo e gás.

Desde o início da Revolução Industrial, no início de 1800, os seres humanos têm sido queima de combustíveis fósseis a um ritmo cada vez maior. Nos Estados Unidos, como a maioria das outras nações industrializadas, a queima de combustíveis fósseis é a maior fonte artificial de gases de efeito estufa.

De acordo com a EPA, a produção de eletricidade é a fonte de 33 por cento das emissões de gases de efeito estufa dos Estados Unidos. Mais de 70 por cento da eletricidade dos EUA vem de usinas que queimam combustíveis fósseis, geralmente carvão e gás natural.

O transporte é um segundo próximo, contribuindo com cerca de 28 por cento das emissões de gases de efeito estufa dos Estados Unidos.Quase todos os carros, caminhões, navios, trens e aviões executado em combustíveis gasolina ou diesel.

Fabricação e outras indústrias contribuem com cerca de 20 por cento das emissões de gases de efeito estufa dos Estados Unidos, seguidos por fontes residenciais e comerciais (11 por cento) e agricultura (8 por cento).

É importante notar que a silvicultura e outras práticas de uso da terra compensar algumas dessas emissões de gases de efeito estufa, de acordo com a EPA. Porque as árvores e outras plantas absorvem CO 2da atmosfera, eles reduzem as emissões globais de gases de efeito estufa em cerca de 14 por cento.

Em todo o mundo, no entanto, a produção de gases de efeito estufa é uma fonte de grande preocupação: A partir do momento em que a Revolução Industrial começou com o ano de 2009, atmosféricos CO 2níveis aumentaram quase 38 por cento e os níveis de metano aumentaram uma gritante 148 por cento, de acordo com a NASA – ea maior parte desse aumento tem sido nos últimos 50 anos.

Se essa tendência continuar, os cientistas, funcionários governamentais e um número crescente de cidadãos temem que os piores efeitos do aquecimento global – condições meteorológicas extremas, aumento do nível do mar, a extinção de plantas e animais, a acidificação dos oceanos, grandes mudanças no clima e na convulsão social sem precedentes – será inevitável.

Siga Marc Lallanilla 

Para obter as informações mais recentes sobre os gases de efeito estufa, visite:

Editar

Anúncios

Sobre cidacastelli

Com tanta bagagem que carrego , adquirida ao longo dos anos trabalhando na educação e Intercambio, viajando o mundo todo com jovens, fui juntando estórias e experiências que gostaria de compartilhar com vocês...É o que sempre me pediram para escrever “about.”.. Mas quando iniciei este Blog , pensei em algo mais urgente ou seja ajudar a Salvar o Planeta!! tentando fazer a minha parte...como na história do Beija Flor e o incêndio na floresta . E, como diz no Holismo"Tudo faz parte do Todo", vai dar para falar de tudo um pouco. E, para ajudar a salvar o Planeta , temos que estar em paz com o nosso mundo interior, consciente do nosso papel aqui na Terra, do que somos e para que viemos, ajudando a construir o “Admirável mundo novo sustentável” , vivendo uma vida saudável e cuidando com muito Amor de todo o ser que vive nele, seja humano, animal ou vegetal. Esse é o foco principal do Blog Conto também com a sua ajuda nessa busca....qualquer artigo a respeito será muito bem vindo!!! Agradeço pelo seu tempo e espero que possamos aprender juntos aqui no Blog,. Sempre que puder, deixe um comentário. Aquele abraço! Maria Aparecida Castelli
Esse post foi publicado em Seja Bem Vindo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Que calor é esse? O que está acontecendo com o nosso planeta? O que são Gases de Efeito Estufa?

  1. Gustavo disse:

    Infelizmente, ninguém vai fazer nada quanto aos seus hábitos destrutivos, exceto algumas pessoas, como eu e você por exemplo (mas não somos suficientes). Não importa se isso ocasionar sofrimento e o fim de nossa espécie. O ser humano sofre de uma “esquizofrenia natural”, não consegue ver além de um pequeno círculo, enxerga o mundo rodando apenas em torno de si. Por mais que tenha consciência de que o fim se aproxima, não consegue entender que ele próprio, o indivíduo, faz parte do processo. E tem todo o comodismo de continuar sempre da mesma forma, com os mesmos hábitos do dia a dia. As madames, os playboys, os trabalhadores de bem, as pessoas más: ninguém vai deixar de usar carro para ir ao trabalho, de trocar de celular a cada ano, de usar e abusar da água, da eletricidade, dos recursos naturais, etc. O capitalismo só agrava esse problema, com sua lógica de extração de recursos naturais e destruição do meio ambiente, além da poluição causada. Precisaremos desaparecer, ou quase desaparecer como espécie. Se quase desaparecermos, e tudo entrar em colapso total e absoluto, talvez a humanidade ressurja de outra maneira. Mas eu não acredito nisso. Acho que temos a tendência de nos autodestruir. Vivencio dia a dia a alienação das pessoas quanto ao que vem acontecendo. O desconforto com o calor aumenta, pela primeira vez em minha cidade acontece racionamento de água. O que as pessoas fazem? Lavam suas casas e ruas com mangueiras de água (eu vi hoje isso). Compram ar condicionado. Tomam bebidas geladas. Vão às praias cada vez mais sujas e lotadas. Compram ventiladores. E claro, tudo isso só agrava o problema, pois causa ainda mais consumo, produção e gasto de energia. Mas todos vão se acostumando progressivamente, como a história da rã que, posta numa panela de água fria, e quando ligado o fogo brando abaixo da panela, vai se acostumando ao calor da água, até que morre cozida. Desculpe o desabafo, mas é o que acho e o que vejo diariamente. Estudo física, geologia, química (tudo como autodidata) e outras ciências. Quando falo sobre a “ponta do iceberg” de algum desses assuntos explicando a fragilidade do planeta, esse pontinho no universo, pelo qual deveríamos lutar e desenvolver nossas ciências e tecnologia para protegê-lo, as pessoas fazem cara de estranheza. Acham que sou excêntrico. Aproveitemos o fim dos tempos, para contemplarmos a natureza e o universo. Espero que exista vida inteligente em outros locais do universo. Seria uma pena existir apenas o ser humano como ser ciente capaz de pensar sobre si próprio, de refletir sobre si próprio e o próximo, e sobre a natureza da existência. Se formos só nós humanos nos universo, apesar dessas capacidades, paradoxalmente nos destruiremos tendo consciência disso. Parabéns pelo seu texto.

    • cidacastelli disse:

      Olá, Gustavo, Gostei muito dos seus comentários e texto que você redigiu. Como elogio, acabei de publicá-lo no meu post desta semana, na íntegra, Tem tudo a ver com a proposta do meu Blog, que eu gostaria fosse comunitário., com a participação de pessoas que tenham o mesmo objetivo,
      Espero ter a sua participação e colaboração mais vezes aqui no Blog. Será sempre Bem Vindo.!.
      Pretendo compartilhar algumas coisas que tenho certeza serão de seu interesse. Mas num próximo capítulo. Abços

      • Gustavo disse:

        Cida, muito obrigado pelas suas palavras. Fico lisonjeado que meu comentário tenha agradado e sido publicado como matéria no post. Sabe, eu escrevi de coração, mas um pouco muito irritado por outro lado, com o destino que estamos (seres humanos) dando ao mundo. São tantas questões envolvidas que eu poderia escrever e escrever encadeando ideias, até não conseguir parar mais. Mas, mais do que uma satisfação pessoal de ter agradado e virado post, me importa que alguém mude de atitude, ao menos uma pessoa, e que ela ou elas pensem um pouco melhor sobre o perigo iminente que vivemos. Mas como eu disse, ando muito cético, dadas as prioridades muito imediatistas das pessoas, apesar do caos que vem se instalando em nossa sociedade doente. Não sou uma pessoa com raiva no coração. Mas por outro lado, gostaria que chegássemos a um estilo de vida menos destrutivo, para o meio ambiente, e para nós mesmos, de forma que pudéssemos ser mais felizes como seres humanos. E isso envolve tanta coisa… Olha, achei seu site muito, mas muito bom, e espero poder colaborar quando possível. Claro, aos poucos vou lendo as matérias e sugestões dele. Alguns vídeos sugeridos eu já assisti inclusive, até antes de conhecer o seu site,e verei os outros que estão lá. E quero te agradecer, como um ser humano que sou, por sua preocupação com todos nós seres humanos que somos. Grande abraço e, mais uma vez, parabéns pela iniciativa. Gustavo A.

  2. cidacastelli disse:

    Gustavo, você escreve bem e parece ter interesse pela matéria Estive pensando na possibilidade de darmos continuidade a este diálogo sobre Sustentabilidade e consequências, talvez até criando uma página onde possamos registrar tudo o que formos descobrindo juntos. Parece um bom desafio, não? A minha intenção, sempre foi, desde que iniciei o Blog, torná-lo comunitário, pois acredito muito no trabalho de equipe! O que você acha?

  3. cidacastelli disse:

    Olá Gustavo
    Quero convidá-lo a visitar a minha página “Admirável Mundo Novo Sustentável” no Facebook. Estou divulgando só agora, pois ela é recente e abri com a intenção de divulgar o Blog.
    Quando notei que atingiu um outro público, resolvi investir mais tempo (que tirei do Blog), e ela tornou-se mais um desafio para mim..
    Se tiver alguma ideia ou artigo interessante e quiser enviar para o Blog ou para o Face, saiba que será sempre bem vindo! E não pare de escrever,pois parece que você leva jeito!
    Aquele abraço!

    • Gustavo disse:

      Prezada Cida,
      Desculpe-me por certa demora em responder seu convite e comentário. Eu estava um pouco ocupado, e estava também pensando no que responder a você. Além disso, devido ao carnaval, fui para um sítio para poder me afastar da cidade, da tecnologia; para poder olhar um pouco as estrelas que não vejo quando estou no meu apartamento, ouvir o som da floresta; e ficar próximo aos animais e plantas, que me deixam muito calmo e permitem que eu pense bem mais profundamente sobre os mistérios da natureza e da vida. De maneira nenhuma essa relativa demora refere-se a algum desinteresse; mas antes a uma reflexão do que eu poderia escrever como resposta.
      Se você perceber o meu comentário inicial, perceberá que sou muito pessimista com relação à humanidade. Eu não acredito que as pessoas irão mudar. Nossa espécie é maravilhosa, e ao mesmo tempo, assustadora. Como eu ouvi no filme “Contato”, de Carl Sagan, “a humanidade é capaz de sonhos lindos; e pesadelos horrorosos”. Como eu posso lutar pela preservação do ambiente, como você propõe, se eu não acredito que a humanidade mudará?
      Eu sinto na pele uma angústia muito grande, faz algum tempo. Isso se dá pela forma como vejo e apreendo o que se passa em cada dimensão da existência: das coisas mais ordinárias do dia a dia, como a indignação ao ver alguém jogando lixo no chão; às mais incríveis questões, como antiga pergunta: “por existe algo ao invés do nada”? Essa última questão, embora extremamente filosófica, pode ser pensada e elaborada em termos científicos também. E tenho enveredado por esse caminho da ciência nos últimos anos. Não tenho a intenção de saber como as coisas supostamente funcionam no universo (ou multiverso) simplesmente por curiosidade. Não é só isso. Na verdade, eu necessito entender, pelo menos em parte, o funcionamento do universo, seus mecanismos; da gravidade, à luz, às dimensões ocultas e, finalmente, à maior de todas as maravilhas: a vida. Esta última, que estamos colocando em risco no planeta, e que é motivo de muita apreensão para mim.
      Nessa jornada, nos meus quase míseros 39 anos de vida (precisaria viver milhares de anos para estudar e realizar tudo que penso) acabei, em certo momento, procurando respostas na religião, em Deus, e tudo mais. Infelizmente, depois de muito estudo e reflexão, tornei-me naturalmente um agnóstico ateísta. E por que digo “infelizmente”? Pois Deus explicaria tudo e seria o fim de meu martírio. Entretanto, minha conclusão, até o momento, foi oposta. Não há uma maneira de eu entender por que um Deus criaria as coisas da forma como criou: criaria as leis da física, da química e da biologia da forma como foram criadas. Tudo é, ou parece ser, muito acidental, muito fortuito e sem sentido. Realmente, em certa medida, me parece que a existência de tudo é muito mais acidental do que planejada. O universo é, em grande medida, um caos, e um dia se apagará. Mas antes disso, o planeta terra se apagará, seja por razões humanas, seja por razões físicas, como a extinção do sol, o impacto de meteoritos, uma grande infecção, guerra em escala mundial, ou algo semelhante. Entretanto, apesar das imensas e incontáveis improbabilidades, nosso sistema solar surgiu, evoluiu e deu origem à vida. E mais: deu origem à vida inteligente! O universo nos criou capazes de estudá-lo e entendê-lo (em certa medida)! Seres cientes! Como assim?! Apesar disso, a grande maioria dessa “coisa” maravilhosa que é a vida, os seres cientes, e a vida inteligente; enfim, o ser humano, vive alheia a todo esse espetáculo e mistério que é o fato de estamos aqui. E pior: cria um sistema de vida e economia em que a grande maioria das pessoas vive infeliz, trabalhando por coisas sem importância e sentido, sem se importar se está causando a própria extinção de sua espécie, para que uns poucos possam usufruir do trabalho alheio e ter maior acesso às “maravilhas” dos bens de consumo e, principalmente, do poder que o trabalho dos outros proporcionam (através do dinheiro, especialmente). E todos tem ciência disso, mas são incapazes de mudar. Foi como eu disse antes: quando falo nessas coisas, sou considerado excêntrico, chato para ser mais direto. Seria para mim bem mais fácil viver alheio a tudo, mas simplesmente não é possível no meu caso.
      O grande paradoxo para mim é ter verdadeira admiração e fascínio pela vida, especialmente pela vida inteligente, mas ao mesmo tempo, perceber que essa mesma vida, a humanidade, desperdiça sua existência em coisas tão tolas, efêmeras, imediatistas e sem sentido. O amor seria o que, quando enxergo acontecendo, ainda me acende uma luz de alegria. A doação pelo outro, amor aos animais, o desapego; o “bem viver”, com alegria, com serventia ao próximo, com tolerância. Como podemos amar tanto, e ao mesmo tempo, sermos tão destrutivos?! Sabe, se não controlamos nossos instintos mais básicos, ao ponto de vivermos em um mundo onde se fabricam armas para assassinar pessoas, como acreditar que conseguiremos chegar a um novo tempo; de paz, compreensão, justiça e felicidade? Deveríamos nos agarrar ao esplendor de nossas vidas, da existência. Deveríamos contemplar a natureza, preservá-la. Deveríamos viver em meio à natureza, e não criar selvas de pedras onde nos sentimos oprimidos e sozinhos, e irmos a lugares inspiradores apenas durante um curto período de tempo, como o período férias.
      A vida passa tão rápido… Deveríamos estar pensando em procurar e povoar o universo com mais vida, tamanho os avanços que já temos nas ciências. Não poderíamos correr o risco de desaparecermos! E se formos únicos?! Apesar das bilhões de estrelas e bilhões de galáxias com mais bilhões de estrelas e trilhões de planetas, a vida parece algo muito singular. Os outros locais de nosso sistema solar são caóticos! Essa deveria ser nossa busca: entender, preservar e propagar nossa vida pelo universo. Mas não saímos da bestialidade, com guerras, homicídios, violência, disputas e vaidade. Não conseguimos preservar e ter amor a esse planeta maravilhoso e belo em que vivemos. Será que haverá tempo de mudar tudo esse panorama antes que nos autodestruamos?
      Aos poucos, continuemos nossas conversas. Mais uma vez eu agradeço sua atenção e a parabenizo pelo site que publicou, e pelos outros projetos que tem em mente. Grande e fraterno abraço.
      p.s: apesar de toda contradição, me denomino não só um agnóstico ateísta, mas como um ateu cristão. Mas como assim? Breve resumo em http://pt.wikipedia.org/wiki/Ate%C3%ADsmo_crist%C3%A3o

  4. cidacastelli disse:

    Logo depois de ler o seu Comentário, fui escrevendo o que me veio a mente, o que eu chamo de Intuição….

    Creio que as suas preocupações são muitas para uma só pessoa. Você levanta questões que batalhões levariam anos para resolver..E você, um simples ser do Universo, quer entender tudo isso.

    Você conhece a história do beija flor? Tem no blog.. ..
    O beija flor não se preocupou se conseguiria apagar o incêndio na floresta, nem se os outros ajudariam. Ele só se preocupou em fazer a parte dele…
    É isso que você tem de fazer…a sua parte, sem se preocupar com o que o outro está fazendo…assim você estará ajudando o outro também nas suas descobertas, não atrasando e nem obrigando a fazer o que você acha que é certo!.
    E se você estiver errado?
    Os seus pensamentos tem força e podem leva-lo aonde quiser…

    Você fala coisas maravilhosas sobre o Ser Humano e ao mesmo mostra tanta descrença no mesmo ser humano.
    Mas quem criou esse ser não foi você! O Plano de quem criou deve estar por ai, e deve ser um Plano Maior.. E para isso cada um tem o seu livre arbítrio para fazer o que quiser.. Essa é a semelhança com que Deus, (ou o Ser Maior, ou o Universo), nos criou :-semelhantes a sua imagem)…, e com inúmeros possibilidades…
    Se fomos criados dessa maneira,, com inteligência, e tantos outros atributos, quem nos criou tem um plano maior,, do que só viver esta vida aqui na Terra.
    E porque você acha que não há vida em outros planetas, ou outras dimensões, melhores ou piores que a nossa?
    Seríamos muito egoístas em pensar que o Universo foi criado só para nós!…
    Se eu for contar, uma estória sobre a existência e a evolução eu diria que .Talvez não tenhamos uma vida só para chegar a esse resultado final!I Deve ser igual na escola…temos vários cursos a seguir…várias etapas a vencer…
    De acordo com a nossa evolução, podemos, depois desta vida, ir para outra, como numa escola, onde vamos aprendendo, e passando ou repetindo de um ano para outro,, de acordo com o nosso progresso
    Você sabe em que nível da escola estamos? Você acha que os seres humanos, que seriam os alunos da escola,, vão reagir todos da mesma forma? Como numa escola, cada um vai aprender e avançar de acordo com o seu histórico escolar..

    Concluindo esta parte.. (pois vou colocar as suas questões por parte, ou seja uma de cada vez.) Esta é uma delas.
    Você tem o livre arbítrio !. A sua avaliação final , será de sua responsabilidade, e cada um vai ter a sua. Façamos bem as nossa lições….
    Então porque sofrer com ou pelos problemas dos outros e do mundo? se cada um vai construir ou destruir o seu mundo…Quando muito, na medida do possível estaremos ajudando ou sendo ajudados pelos que são colocados a nossa volta, (não por acaso)….
    Este mundo que vivemos com certeza não é o último ano da escola, bem pelo contrário.. ainda devemos ter muitos mais pela frente……
    Mas, na medida em que formos vencendo etapas… vamos nos sintonizando com seres que estão na mesma sintonia, em direção a mesma dimensão…
    Será que foi o acaso que nos levou a escrever aqui no Blog?
    É assim que você tem de enxergar as suas oportunidades. É um livro que cai na sua cabeça, e o ideal é você ler, porque ele vai trazer mensagens.. São as pessoas que você conhece, que não por acaso, vão ter aprendizados e desafios semelhantes, ou parecidos..
    Os grupos vão se formando.. e vão caminhando juntos para a próxima classe, ou vida, ou dimensão, como você quiser chamar….Outros desafios e aprendizados virão…
    Se Deus ou Alguém nos criou para termos a chance de viver no MUNDO DE LUZ(ou dê o nome que você quiser), talvez esteja nos deixando crescer, para sermos merecedores desse mundo….
    Se não evoluirmos, vamos estar destruindo esse mundo e o que ele tiver de bom…

    Gustavo,
    Você vai ver que tem outros temas no Blog, que poderão ajuda-lo a pensar e refletir.. Use a sua intuição e leia o que sentir vontade…
    E, vai observando o que a vida está tentando ensinar, o que ela está trazendo de bom ou de aprendizado para você…
    Na vida temos várias portas a nossa frente.. algumas fechadas e outras abertas… Se dermos murro nas fechadas, não vamos alugar nenhum…

    Vou terminar, com uma charada…
    Descubra o que fizemos em comum no Carnaval? . Para isso você vai ter de entrar no Facebook, na minha página Admirável Mundo Novo Sustentável.
    Abraços
    Maria Aparecida Castelli

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s