Agricultura Orgânica

Alimento orgânico: o sonho da autosuficiência

Curso de horta e cultivo orgânico

Recentemente plantei no meu terraço 13º andar algumas frutíferas, como jabuticaba, lichia, e limão. Elas parecem ter se adaptado bem…Mas tenho de esperar um tempo para ver se dá frutos…

Mas como fazer para regar as plantas em janeiro, quando eu for viajar?….  Encontrei algumas idéias (Veja vídeos abaixo) que estou pensando em colocar em  prática..Vou testar e depois conto se funcionaram…. 

Técnico irrigação por gotejamento Solar [1 litro de água por mês para uma planta]

Irrigação por gotejamento garrafa casa com 5 ou 8 Lt de água (PE

Há algum tempo ando procurando uma receita de repelente caseiro natural, para usar nas minhas plantas… Encontrei este.. Vou testar e ver se funciona…

Faça um repelente caseiro contra pragas do jardim

Seis árvores frutíferas para cultivar em varandas

 
Ujatoba_arvore

Matéria do site EcoDesenvolvimento      

                                                                Segundo especialista, existem árvores frutíferas que sobrevivem facilmente em vasos e locais pequenos. Para isso, basta ter um ambiente aberto e ensolarado, fazer podas para adequar as plantas ao espaço e adubá-las a cada três meses.

Veja algumas árvores que vão  oferecer frutos fresquinhos e saudáveis.

Pitangueira – Própria para clima quente e úmido, a pitangueira fica bem em vaso, precisa de sol pleno e ser regada constantemente. Sensível ao frio, não suporta geadas. Dependendo do diâmetro e altura do vaso, pode atingir 2 metros de altura. Floresce entre o final do inverno e início da primavera. Os frutos surgem quase simultaneamente à florada.

Jabuticabeira – A jabuticabeira, plantada em vaso, não necessita de sol direto, mas é sensível ao frio. Portanto, terraços cobertos são os mais indicados. Atinge em média 2 metros de altura, dependendo do tamanho do vaso. Os frutos começam a amadurecer no final do inverno, prolongando-se até o verão. As regas devem ser diárias no verão, deixando a terra sempre úmida, mas podem diminuir de frequência no inverno.

Limoeiros – Limoeiros podem ser cultivados em vasos desde que em áreas com luz e circulação de ar, eles necessitam de pelo menos seis horas diárias de exposição solar. O limão necessita de muita água para crescer, mas ele não se dá bem com solo encharcado. Dose bem a quantidade de água.

Romãzeira – Para o cultivo em vaso, a minirromãzeira é mais adequada que a romãzeira. Pede sol constante. Resistente a condições diversas de temperatura e tolerante a podas.

Laranjinhas Kinkan – Não gosta de solo úmido e como as romãs ela precisa que a terra seque entre uma rega e outra. Precisa ser adubada regularmente e precisa de muito sol. As flores aparecem na primavera e no verão, mas os frutos surgem somente no outono. No entanto, ela pode frutificar mais de uma vez por ano.

Amoreira – A amoreira não precisa de sol direto o dia todo, mas pode buscar os raios solares a ponto de seus galhos chegarem a quatro metros de comprimento. Em lugares fechados, a irrigação deve ser intuitiva, ou seja, quando se percebe que a terra está seca é hora de molhar a planta.

Plante em casa sua horta e plantas medicinais

              oCultivoDasPlantas                       O Cultivo das Plantas

A primeira coisa a se fazer, é escolher as plantas que você gostaria de ter em casa. Em alguns casos, as instruções de plantio podem ser encontradas no próprio pacotinho de sementes vendido em algumas lojas do ramo.                                                                                 O Ceasa é uma boa opção para mudas já prontas.>> Tipos de terra para o seu vaso ou o tipo de solo para o canteiro:

  • Solo rico, bem adubado e seco: coentro malva, losna.
  • Solo rico, bem adubado e úmido: melissa, salsa, cebolinha, hortelã, poejo.
  • Solo rico, arenoso e seco: manjerona, orégano.
  • Solo pobre arenoso: tomilho, arruda, alecrim.
  • Solo misto rico e bem arejado: sálvia, camomila, dente-de-leão, rabanete em geral, todas as aromáticas e medicinais.

>> Quem vai usar vasos para plantar, pode comprar a terra apropriada nas casas do ramo. >> Se escolher preparar a terra, é bom conseguir areia de rio e terra boa, retirada dos matos, repleta de material decomposto.                                                                                         >> Geralmente se usam 3 medidas de terra boa para uma medida de areia de rio.               >> Nunca deixe a terra descoberta. O solo deve estar sempre coberto por uma fina camada de material decomposto: folhas secas, galhinhos leves, madeira em decomposição que você escolheu.

Preparando o vaso:                                                                                                                     Primeiro, coloque uma camada de um dedo de cacos de telhas , seguida de uma camada de um dedo de pedrinhas miúdas e 4 a 5 dedos de terra boa, conforme descrita acima. Cubra a camada de terra com o material em decomposição que você escolheu.                                       Ao preparar o vaso, lembre-se da preferência da plantinha e faça as mudanças e adaptações necessárias na terra.                                                                                               Plantas como o guaco, uma trepadeirazinha cheirosa, podem muito bem viver, enfeitar e alegrar a varanda de um apartamento. Na falta desta, escolha um canto perto de uma janela por onde o sol possa entrar, escolha um vaso que comporte pelo menos 6 a 8 litros de terra. Finque estacas e conduza as ramas da trepadeira quando crescerem.                             A babosa fica bem em jardins internos ou só num vaso. É uma planta muito resistente e de longa vida.                                                                                                                         Tanchagem, dente-de-leão, quebra-pedra podem estar juntos num vaso raso e largo.

Para quem vai plantar em hortas:                                                                                      Há quem aconselhe canteiros de 1/2 metro de largura por 2 2/1 de comprimento.               Esse retângulo estreito e comprido facilita a plantação e o cuidado com as plantinhas. É aconselhado também, misturar as plantas num canteiro. As plantas maiores ficariam do lado em que o sol nasce, enquanto as menores rasteiras que gostam da sombra estariam protegidas pelas maiores.                                                                                                                   Num dos canteiros você pode preparar umas pedras grandes, maiores que tijolos, em disposição agradável, uma perto das outras e plantar entre elas mudinhas de hortelã. As raízes procuram a umidade das pedras e as plantas estarão sempre viçosas. Proceda assim com a salsa e com as plantas que preferem a umidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s